Derby campineiro: o nosso West Ham x Millwall

1

abril 2, 2013 por Yuri Torres

TORCIDA_PONTE_PRETA_FESTA

Torcida da macaca no derby campineiro

Hoje falarei do maior clássico do interior do Brasil, sim, não só do estado de São Paulo, mas de todas as cidades do interior brasileiro.

A alusão que fiz no título com os clubes britânicos Westham e Millwall foi pelo fato de que tanto a Ponte Preta quanto o Guarani não tiveram times tão competitivos como os dos grandes times das capitais (claro com algumas exceções em alguns anos áureos de ambos os times), mas que contam com torcidas fanáticas pelos seus times, mesmo quando não estão bem, os torcedores estão lá defendendo o nome de seu clube, não por títulos ou classificações em Libertadores, mas pelo simples fato de amarem o time mais do que tudo.

Historicamente é inegável a superioridade do Guarani, com seus grandes times na década de 70 e 80, mas hoje em dia a Ponte Preta está com uma superioridade gigantesca, é vice do campeonato paulista e está na série A so campeonato brasileiro, enquanto o Bugre amarga a terceira divisão do nacional e está sendo rebaixado para a A2 do estadual.

Quem já foi pra Campinas sabe como a cidade fica dividida, principalmente em dia de derby. Passei uns cinco meses no ano passado indo constantemente para a cidade e pude ver com meus próprios olhos como são suas torcidas, claro, como toda cidade do interior era massiva a quantidade de camisas dos times da capital. Muitas e muitas pessoas torcem pra dois times, um da cidade de São Paulo e o outro de sua cidade natal.

As torcidas também são conhecidas por serem muito violentas, muito mesmo. A torcida da Ponte Preta se auto intitulam como ‘Hooligans do Interior’. Em um episódio no Brinco de Ouro a torcida do Guarani colocou a Gaviões da Fiel do Corinthians para correr, ou seja, esses caras são casca grossa.

TORCIDA_GUARANI_DERBY_CAMPINEIRO

Bugrinos indo para o derby de março de 2012

Citarei agora duas descrições de como esse é o maior clássico do interior:

“O quarto dérbi, em 28 de agosto de 1914, um amistoso realizado no campo do Sousas, trouxe a certeza de que este clássico teria uma rivalidade muito significativa, pois após a vitória do Guarani por 2 a 0, uma briga de grandes proporções tomou as ruas da então pacata cidade de Campinas.”
“21/05/1916 – GUARANI 2 X 0 PONTE PRETA:
Aconteceu na abertura do returno do Campeonato Campineiro de 1916, na abertura do Campeonato os dois já haviam se encontrado e o Guarani havia vencido por 2 a 0, o segundo jogo aconteceu no Hipódromo no dia 21 de maio, o Guarani vencia por 1 a 0 quando foi marcado um pênalti a favor do Guarani. Dois elementos da Ponte entram no gramado e ordenam a retirada do time. Esse ato, provocou indignação nas arquibancadas; as famílias se retiraram e a confusão começou. Dentro e fora de campo o que se via era tão somente socos, bengaladas, empurrões e umas amostras de armas de fogo…”

TORCIDA_PONTE_PRETA_POLICIA

Ponte pretanos entram em confronto com a polícia no derby de março de 2012

Estas descrições mostram duas coisas: primeiro o tamanho deste clássico, sendo de uma cidade do interior e as torcidas serem desse jeito. Segundo que é bom para jornalistas e torcedores leigos saberem que não é banindo, extinguindo uma torcida organizada que a violência no futebol vai deixar de existir. Em 1914 e 1916 existiam organizadas? Em 1914 e 1916 existia internet para marcarem brigas? Não, não existia, a violência nunca vai acabar como diz Rafa Di Zeo da La Doce, é herança, ele diz. Infelizmente isso sempre vai correr lado a lado com o esporte quer as autoridades queiram ou não. Não defendo nenhum tipo de violência, apenas apresento fatos para explicar que ela é inevitável.

Se um dia tiverem oportunidade de ir a um derby campineiro não desperdicem essa chance, eu mesmo nunca fui, mas sonho em ir um dia e sentir o clima na cancha.

Viva o futebol como ele é!

*As fotos do post são do grande Gabriel Uchida do FotoTorcida.

Anúncios

Um pensamento sobre “Derby campineiro: o nosso West Ham x Millwall

  1. Rose disse:

    Super legal Yuri, aprendi muito, uma história que leigos no esporte como eu não sabem.Parabéns pelo seu blog!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: